21 de dez de 2011

boas festas!

os contos mais traduzidos: 5. the pit and the pendulum

Dando continuidade à lista dos contos de Poe mais traduzidos no Brasil, o quinto deles, com 20 traduções, é The Pit and the Pendulum, unanimemente traduzido como O poço e o pêndulo. Os tradutores, anos de publicação e editoras são os seguintes (em vermelho, os plágios e/ou contrafações):



Tradução
Ano
Editora

Anônimo
1903
H. Garnier
Anônimo
1941
Livro de Bolso
Faria e Sousa
1943
Cruzeiro do Sul
Oscar Mendes e Milton Amado
1944
Globo
Lívio Xavier
1945
Cia. Editora Leitura
Aurélio Lacerda
1947
Pinguim
Anônimo
1954
Tecnoprint
José Paulo Paes
1958
Cultrix
Brenno Silveira
1959
Civ. Brasileira
Aldo della Nina
1961
Saraiva
João Teixeira de Paula
1972
Ordibra/INL
Pedro Ramires
1972
Cedibra
Sandro Pivatto
1975
Edibolso
José Maria Machado
1988
Clube do Livro
Annunziata de Filippis
1995
Newton Compton
Pietro Nassetti
1999
Martin Claret
William Lagos
2003
L&PM
Henry Dualibi
2005
Germape
Rodrigo E. Cabral (adapt.)
2007
Rideel
Anônimo
2008
Cedic

imagem: aqui

20 de dez de 2011

os contos mais traduzidos: 4. the gold-bug



Dando continuidade à lista dos contos de Poe mais traduzidos no Brasil, o quarto deles, com 24 traduções, é The Gold-Bug, traduzido como O escaravelho de ouro ou O escaravelho dourado. Os tradutores, anos de publicação e editoras são os seguintes (em vermelho, os plágios e/ou contrafações):

Tradução
Ano
Editora

Anônimo
1903
H. Garnier
Afonso de E. Taunay
1928
Melhoramentos
Elias Davidovich
1940c.
Guanabara
Anônimo
1941
Livro de Bolso
Almiro Rolmes Barbosa
1942
Livraria Martins
Faria e Sousa
1943
Cruzeiro do Sul
Oscar Mendes e Milton Amado
1944
Globo
Aurélio Lacerda
1947
Pinguim
Álvaro Pinto de Aguiar
1952
Melhoramentos
José Paulo Paes
1958
Cultrix
Aldo della Nina
1961
Saraiva
E. Jacy Monteiro
1968
Paulinas
Sandro Pivatto
1972
Cedibra
João Teixeira de Paula
1972
Ordibra/INL
Anônimo
1979
Otto Pierre
José Maria Machado
1988
Clube do Livro
Ricardo Gouveia (adapt.)
1988
Scipione
José Rubens Siqueira
1993
Ática
Pietro Nassetti
1999
Martin Claret
Nelson José de Camargo
2002
Didática Paulista
Rodrigo E. Cabral (adapt.)
2005
Rideel
Cláudia Ortiz
2005
Escala/Larousse
Júlio Emílio Braz (adapt.)
2006
Atual
Rodrigo Breunig
2011
L&PM
imagem: aqui

os contos mais traduzidos: 3. the murders in the rue morgue

Dando continuidade à lista dos contos de Poe mais traduzidos no Brasil, o terceiro deles, com 29 traduções, é The Murders in the Rue Morgue, variadamente traduzido como Os crimes da rua Morgue, Assassínios na rua Morgue, Duplo assassinato na rua Morgue, O fantasma da rue Morgue etc. Os tradutores, anos de publicação e editoras são os seguintes (em vermelho, os plágios e/ou contrafações):




Tradução
Ano
Editora
Anônimo 1903 H. Garnier
Anônimo 1925 Rochera
Januário Leite 1926 Annuario do Brasil
Afonso E. de Taunay 1927 Melhoramentos
Elias Davidovich 1940c. Guanabara
Anônimo 1941 Livro de Bolso
Oscar Mendes e Milton Amado 1944 Globo
Aurélio Lacerda 1947 Pinguim
Álvaro Pinto de Aguiar 1952 Melhoramentos
Frederico dos Reis Coutinho 1954 Vecchi
Brenno Silveira 1959 Civilização Brasileira
José Paulo Paes 1959 Cultrix
Aldo della Nina 1961 Saraiva
E. Jacy Monteiro 1968 Paulinas
Luiza Lobo 1970 Bruguera
João Teixeira de Paula 1972 Ordibra/INL
Clarice Lispector 1975 Ediouro
Renato Guimarães 1978 Civilização Brasileira
Anônimo 1979 Otto Pierre
Ricardo Gouveia (adapt.) 1988 Scipione
Ana M. Tatsumi e Erline dos Santos 1996 Paz e Terra
Geraldo Galvão Ferraz 1998 Ática
Isa Mara Lando 1999 Imago/ Alumni
Pietro Nassetti 1999 Martin Claret
William Lagos 2002 L&PM
Marcos Santarrita 2002 Ediouro
Marcius Fabiani de Souza 2003 Esquina da Palavra
Ana Carolina V. Rodriguez (adapt.) 2005 Rideel
Telma Guimarães (adapt.) 2008 Editora do Brasil

imagem: aqui

os contos mais traduzidos: 2. the purloined letter

Dando continuidade à lista dos contos de Poe mais traduzidos no Brasil, o segundo deles, com 32 traduções, é The Purloined Letter, traduzido como A carta roubada ou A carta furtada. Os tradutores, anos de publicação e editoras são os seguintes (em vermelho, os plágios e/ou contrafações):



Tradução
Ano
Editora

Anônimo
1903
H. Garnier
Anônimo
1925
Rochera
Afonso de E. Taunay
1927
Melhoramentos
Elias Davidovich
 1940c.
Guanabara
Anônimo
1941
Livro de Bolso
Oscar Mendes e Milton Amado
1944
Globo
Frederico dos Reis Coutinho
1954
Vecchi
Anônimo
1955
Livraria Martins
José Paulo Paes
1958
Cultrix
Aurélio B. Hollanda e Paulo Rónai
1958
José Olympio
Brenno Silveira
1959
Civ. Brasileira
Raul Polillo
1960
Boa Leitura
Aldo della Nina
1961
Saraiva
E. Jacy Monteiro
1968
Paulinas
Pedro Ramires
1972
Cedibra
João Teixeira de Paula
1972
Ordibra/INL
Anônimo
1979
Otto Pierre
José Maria Machado
1988
Clube do Livro
Ana M. Tatsumi e Erline dos Santos
1996
Paz e Terra
Paulo S. Vasconcellos (adapt.)
1998
Sol
Geraldo Galvão Ferraz
1998
Ática
Isa Mara Lando
1999
Imago/ Alumni
Pietro Nassetti
1999
Martin Claret
Marcos Santarrita
2002
Ediouro
William Lagos
2003
L&PM
Marcius Fabiani de Souza
2003
Esquina da Palavra
Cláudia Ortiz
2005
Escala/Larousse
Cristiana Serra
2005
Casa da Palavra
Marcos Bagno
2008
Comboio de Corda
Ana Carolina V. Rodriguez (adapt.)
2009
Rideel
Ana Beatriz Guerra
2011
Mr Bens
Luciano V. Machado e Elisa Zanetti
2011
Panda Books

imagem: aqui